Falando do meu lugar de criança do sexo feminino contra adultos do sexo masculino não tive minha voz levada em consideração. Fui orientada a me calar e não voltar a tocar no assunto. Foi o que fiz aos cinco anos, e de novo aos sete e de novo aos onze!