Ser uma mulher negra escritora em um contexto de opressão como o nosso é uma forma de resistência e de empoderamento não só de nós mesmas, mas de todas as mulheres negras que nos cercam direta ou indiretamente.